23 janeiro 2013

Resenha: Comer, Rezar, Amar - Elizabeth Gilbert


Comer, Rezar, Amar
Essa resenha é de uma leitura para o Desafio Literário de 2013.

Título Original: Eat, Pray, Love
Autor: Elizabeth Gilbert
Editora: Objetiva

Sinopse: Quando completou 30 anos, Elizabeth Gilbert tinha tudo que uma mulher americana moderna, bem-educada e ambiciosa deveria querer um marido, uma casa de campo, uma carreira de sucesso. Mas não se sentia feliz: acabou pedindo divórcio e caindo em depressão. "Comer, Rezar, Amar" é o relato da autora sobre o ano que passou viajando ao redor do mundo em busca de sua recuperação pessoal.

Resenha: Antes de ler o livro já havia assistido ao filme e o mesmo havia me agradado bastante. Já queria ler o livro há um bom tempo e o desafio veio para finalmente me fazer lê-lo. Comer, Rezar, Amar conta a história de Elizabeth Gilbert, uma mulher de 30 anos, que está preste a se divorciar percebendo que a vida que ela construiu até agora não é exatamente o que ela quer. Passa por conflitos e tristezas que não esperava com o divórcio, mas depois de tudo isso era decide fazer uma viagem para se recuperar.

O livro é divido em três partes, sendo cada uma delas referente a um país que a protagonista visitou. Na parte Comer Elizabeth viaja para a Itália e abraça calorosamente a comida italiana, se esbanjando o quanto pode. Certamente foi a parte que mais gostei, foi onde havia um ar mais leve e divertido com uma Elizabeth mais despreocupada e aventureira. Lendo os relatos sobre o país bateu uma enorme vontade de visitar e comer todas as pizzas que Liz tanto descreveu.

A segunda parte, Rezar, se passa na Índia e lá Elizabeth vai para um ashram, que basicamente é uma comunidade que reúne todas aquelas pessoas que buscam uma evolução espiritual. Admito que a partir dessa parte o livro começou a me parecer entediante. Mas felizmente a terceira parte, Amar, chegou para me fazer perceber novamente porque estava gostando do livro no início. Indonésia é o destino da vez, e nessa parte da história Elizabeth retorna a Bali para falar com o velho xamã Ketut que ela havia visitado antes de começar toda essas viagens. E como não podia deixar de ser, ela acaba por encontrar um novo amor, dessa vez um brasileiro. 

Achei que a autora apelou muito para o lado auto-ajuda em algumas partes do livro e talvez por ser uma pessoa totalmente diferente da protagonista não apreciei esse aspecto. Por outro lado Elizabeth mostra ser uma mulher ligeiramente louca, mas com grande coragem e determinação. Mesmo considerando algumas atitudes estúpidas me vi pensando o que eu faria se estivesse no lugar dela, nas condições em que ela se encontrava. É um livro que provavelmente não será apreciado por todos, mas sem dúvida merece uma chance.

24 comentários:

  1. Oi Natália gostei da tua resenha, embora o livro não tenha despertado a minha curiosidade. É a primeira vez que visito o teu blog e gostei. Teu blog passa uma sensação de tranquilidade.
    Beijos.

    http://olhareseleituras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Eu tinha vontade de ler este livro mas perdi a vontade ao ler algumas resenhas e as avaliações de alguns conhecidos no Skoob.
    Desde então, não tenho mais interesse neste livro :/

    Beijinhos,
    Thais Priscilla
    http://thaypriscilla.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Quando terminei de ler o livro eu pensei a mesmo coisa!
    Ficou com muita impressão de auto-ajuda e a maioria de suas atitudes são sem pensar..
    Adorei a resenha ;)

    ResponderExcluir
  4. Oi Naty,

    Nunca li esse livro nem vi o filme. Não é uma literatura que me interessa muito mas creio que gostaria do filme.

    Beijos.
    Asas Literárias.

    ResponderExcluir
  5. Oi amiga eu não sei se eu leria o livro mas eu tenho muita vontade de assistir ao filme acho que eu vou gostar mais do que o livro! Mil Beijos!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Ainda não vi o filme e QUASE comprei o livro semana passada, mas como não tinha visto muitas coisas sobre ele antes não comprei. Não parece o estilo de livro que eu leria =/ Mas quem sabe um dia dou uma chance né
    Beijos
    http://likecritics.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Olá,

    Gostei bastante da sua resenha, mas não é um livro que me desperta a vontade de ler.
    Estou te seguindo e espero sua visita.
    http://vergostarler.blogspot.com.br/
    Bjos
    Lu

    ResponderExcluir
  8. Nath adorei sua rese nha muito bonitinha mesmo, vale a pena ler esse livro é uma leitura suave gostei bastante

    ResponderExcluir
  9. Um livro que nao sou muito animada pra ler é esse, serio nunca tive nenhum interesse ne pelo filme nem pelo livro, mas quando tiver uma oportunidade irei lelo.

    ResponderExcluir
  10. Olá Naty! Adorei a resenha,mesmo não gostando do livro. O filme é divertido, mas não comove, meio que, não supriu minhas expectativas. É certo que oferecendo uma chance a ele, cada um terá sua perspectiva.
    beijos
    Tuane
    http://livroschocolateecafe.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Eu tinha este livro mas nunca me interessei em ler,até acabei dando pro meu tio,não sou muito animada pra ler não.
    bjs

    ResponderExcluir
  12. Eu gostei do livro mesmo com esse lado auto-ajuda porque a história me prendeu. Aprendi bastante com ele e prestava bastante atenção em cada página lida.
    Adorei o livro e é um dos meus preferidos.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  13. Eu assisti ao filme e gostei! Normalmente se eu conheço uma história primeiro através de um filme, fico sem vontade de ler o livro! E pela sua resenha, é bem provável que não irei lê-lo.

    Bjs

    ResponderExcluir
  14. Oie Nathy
    gostei da tua resenha e da tua sinceridade ao falar que é um livro que nem todos irão apreciar.
    Bem eu ainda não o li e quero fazer isso o mais breve, mas ainda tenho dúvidas se irei gostar ou não. rsrs
    beliscões

    ResponderExcluir
  15. A resenha está bem focada na "sua opinião", na verdade. Sou fã do livro e filme, que aliás são uma AUTO BIOGRAFIA. Sendo assim, ela conta as experiências da vida dela e como as venceu. Não tem muito a ver com "auto ajuda" como você descreveu. Aos que ainda não leram, garanto que vão se divertir muito, mas ai vai de cada um. O livro é bom, é consistente e não é pesado. Se não fosse tão bom, não teria ficado no topo do The New York Times por 10 semanas seguidas né? Então, tirem suas próprias conclusões.

    ResponderExcluir
  16. Oi, Naty!
    Não gosto desse estilo de livro. Comer, Rezar e Amar nunca chamou minha atenção. Não sei se é pelo título ridículo, ou pela a história sem graça mesmo. Desculpa, mas é o que eu acho. E também assisti ao filme e não gostei ): E também aho que a autora apelou muito pra auto-ajuda. Enfim.

    Beijo, Naty
    http://enclausuradas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Oi flor!
    Diferentemente de você, eu acho que a parte que mais gostei foi a da Índia, eu achei tão linda!
    Também, eu me identifiquei demais com a Liz, alguns dos sentimentos/pensamentos dela pareciam que eram meus, então a leitura fluiu perfeitamente pra mim.
    Mas eu entendo seu ponto de vista, principalmente se você esperava por algo diferente. O livro pega pro lado reflexivo, por isso essa cara de auto-ajuda hehe
    Beijão!

    ResponderExcluir
  18. Oi Naty!!!
    Eu gostei muito da tua resenha, mas confesso que não tenho interesse em ler esse livro, acho que não vou gostar!
    Mas quem sabe um dia eu mude de ideia, ^^
    Beijokas
    Lara - Magia Literária

    ResponderExcluir
  19. Oii Naty!
    Fiquei sabendo desse livro através do filme.
    Não gosto muito desse estilo de leitura, mas leria por curiosidade!
    Ótima resenha ^^
    Beijos

    Elidiane - Leitura entre amigas

    ResponderExcluir
  20. É naty eu assisti o filme e achei meio sem sal acredito pelo tom do livro que vou achar a mesma coisa de ambos ^^

    ResponderExcluir
  21. que linda a imagem no título do seu blog *-* é inspirada no livro A Culpa é das Estrelas. Sobre o livro, nunca tive interesse em ler ele, talvez eu assista ao filme, mas sei lá.

    ResponderExcluir
  22. Naty, mais um incentivo para eu ler meu exemplar desse livro. Fiquei feliz por sua leitura.

    Bye da Pah
    Livros Estrelas

    ResponderExcluir
  23. Achei pelo titulo que seria outro tipo de historia,ainda não assisti o filme,prefiro ler o livro!!!

    ResponderExcluir
  24. Oi, Natália!

    Eu quero muito ler ''Comer, Rezar e Amar'' mas como sempre o achava num preço salgado e nunca estava disponível na biblioteca, fui adiando a leitura.
    Gostei bastante da sua opinião, lendo aqui a parte sobre a comida italiana bateu uma vontade de viajar também e comer várias pizzas :D
    A parte Rezar, por se passar na Índia gostarei mais porque aprecio bastante a religião hindu :)
    Ah, falando no filme, preciso assisti-lo :D

    Beigos,
    http://mauraparvatis.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Terminou de ler o post? Aproveita para deixar seu comentário, é rapidinho! Os comentários são moderados portanto é necessário aguardar para que ele aparece por aqui. Obrigada!

Copyright © 2015 Just Books | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo