22 janeiro 2014

Resenha: O Homem do Bosque - Scott Spencer

O Homem do Bosque
Título Original: Man in the Woods
Autor: Scott Spencer
Editora: Bertrand Brasil

Sinopse: Em seu romance mais arrebatador, "O homem do bosque", considerado um dos melhores de 2010 pela Amazon, Scott Spencer prova por que é avaliado como um dos maiores escritores norte-americanos da atualidade e por que é unanimidade entre os críticos ao redor do mundo. Desde adolescente, Paul vive por conta própria. Livre, independente. Guiado sempre por um código de conduta rígido, tendo feito um pouco de tudo na vida, ele chegou a pensar que nunca teria um norte, que estava apenas ao sabor do vento. Até que conhece a bela, inteligente e amorosa Kate Ellis, e sua filha, Ruby, de nove anos. As duas lhe oferecem uma vida de ordem e regularidade. Contudo, ao caminhar por um parque, o protagonista encontra um homem espancando um cachorro e, por alguns momentos, mergulha num mundo de violência e numa jornada anárquica de autoconhecimento, redenção e culpa. Morte e vida cruzam seu caminho. Scott Spencer capta a intensidade da paixão humana – e sua capacidade, ao mesmo tempo, destrutiva e redentora – com precisão e discernimento sem precedentes. Ele abusa da ironia, da espirituosidade e de sua profunda sensibilidade num thriller psicológico e provocante que trata da moral e da masculinidade, das escolhas e do destino.

Resenha: Paul sempre foi um homem solitário e independente mas tudo isso muda quando conhece Kate e sua filha Ruby, uma garotinha impetuosa e cheia de vida. Kate é famosa por ter escrito um livro onde conta como reconstruiu sua vida baseada na esperança e na fé em Deus. Ela é inteligente e atualmente ganha a vida fazendo palestras, seminários e dando entrevistas sobre seu livro. Paul agora vive uma vida rotineira e regular, possui um trabalho e apesar com alguns problemas com seus clientes julga levar uma boa vida.

Voltando para casa depois de contatar um cliente que lhe devia, sentindo-se um pouco frustrado segue para um bosque deserto para pensar um pouco sobre a vida. Lá ele encontra com um homem que está maltratando seu cachorro e tenta intervir mas acaba entrando numa briga. Dominado por uma ira sem igual, Paul acaba batendo demasiadamente no homem e tornando aquele dia um verdadeiro inferno pessoal. 

Ás vezes, as coisas que a gente quer que continuem as mesmas mudam muito rápido, e as coisas que a gente gostaria que desaparecessem parece que ficam para sempre.

O livro trás uma trama extremamente bem construída onde o autor retrata com vivacidade a natureza dos sentimentos humanos. Traz reflexões sobre a culpa, o remorso, o perdão, o amor obsessivo, levanta questionamentos sobre o crime e mostra como o personagem central encara tudo depois do acontecido. 

A cena inicial do bosque é o suficiente para deixar o leitor ansioso para saber o desfecho da história e apesar de achar o desenrolar um pouco lento o autor soube intercalar todos os acontecimentos muito bem até o desfecho final que é incrível, diga-se de passagem.

Apesar de ter gostado da construção de todos os personagens, Ruby foi uma que gostei bastante por ter trago uma visão inocente e infantil de certos acontecimentos. Um livro precisamente psicológico que merece ser lido.

17 comentários:

  1. Oi, Naty! Parece ser um livro bem perturbador. No momento não me vejo interessada em lê-lo, mas quem sabe depois eu dou uma chance ao livro! :)

    ResponderExcluir
  2. Gosto muito de livros com essa temática. A mente humana é incrível.
    Fiquei interessado por esse livro. Ótima resenha! Beijos!
    http://ymaia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. O livro tem uma sinopse muito interessante, parece ser bom, essa capa esta lindissima *----*
    Amei a resenha Naty.
    Beijos
    leituraforadeserie.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Não é todo livro com essa temática que eu gosto, mas esse livro me pareceu trabalhar com as emoções de maneira habilidosa e isso me fez curiosa para saber como é a construção do autor.
    Beijocas ^^

    ResponderExcluir
  5. Já fiquei ansiosa em ler e olha que eu nem imagino esta cena do bosque que você citou.
    Bjs, ROse.

    ResponderExcluir
  6. oie Nat
    parece ser um livro muito bom, mas li uma resenha negativa que me desanimou. Fico curiosa por conta do final que você diz ser incrível.
    bjos
    www.mybooklit.com

    ResponderExcluir
  7. Eu já li uma resenha deste livro e não me chamou a atenção, mas, talvez eu possa ler em breve. Ótima resenha! <3

    ResponderExcluir
  8. Bom não sei se já falei mas achei o novo visual do seu blog lindo *-*
    Queria muito colocar uma ilustração lá no blog mas é caro demais da conta :(

    Enfim, sobre a postagem tive a impressão de que essa cena do bosque é muito forte, já consegui imaginar a aflição do personagem. Eu gosto de tramas psicológicas, especialmente suspenses então acho que ia adorar ler esse livro!

    (desconstruindoaspalavras.blogspot.com.br)

    ResponderExcluir
  9. Oi Naty
    Parece ser um livro bastante denso ,confesso que não faz muito meu estilo ,mas quem sabe um dia eu possa me animar e acabe lendo.
    bjs

    ResponderExcluir
  10. Vish, não sei se o meu último comentário foi ou não, Naty, mas aí vai de novo: O livro parece ótimo. Me senti um pouco por fora, por ser um autor tão aclamado que eu nem tinha ouvido falar, mas agora estou curiosa. Adoro livros que dialogam com a natureza dos sentimentos humanos, por mais perturbador que possa parecer. Beijos!

    http://corujando.org

    ResponderExcluir
  11. Admiro muito autores que conseguem construir um bom thriller psicológico, sem se perder ou exagerar em algum ponto...

    ResponderExcluir
  12. Quero muito ler esse livro, e adorei a frase. O livro parece trazer uma ideia que defendo sempre: as vezes fazemos algo sem pensar nas consequências, e isso já me cativou. Adorei.

    ResponderExcluir
  13. Gosto muito de livros psicológicos, mas algo nesse enredo não me chamou a atenção. Não fiquei com aquela sensação de 'preciso ler imediatamente' que eu normalmente fico.

    ResponderExcluir
  14. Amei sua resenha, só me deu mais vontade de ler esse livro, faz dias que quero ele!

    ResponderExcluir
  15. Esse livro tem uma capa linda, sinopse atraente, mas não para mim.
    Não gosto desse tipo de livro, mas acho que se ganhasse, veja bem SE GANHASSE, eu leria. É que não gastaria meu dinheiro nesse livro, rsrsrs. Só gasto em Top desejados!

    ResponderExcluir
  16. Não conhecia este livro e ao ler sua resenha apesar de ser positiva e ter toda este lado de reflexão, acho que seria uma leitura que não me agradaria muito, mas gostei de poder conhecer.

    ResponderExcluir
  17. Nossa, que capa linda.
    Nem conhecia o livro e parece que é ótimo. Bem envolvente e tudo mais.
    Sò falta tempo e dinheiro mesmo para ir atrás dele KK

    ResponderExcluir

Terminou de ler o post? Aproveita para deixar seu comentário, é rapidinho! Os comentários são moderados portanto é necessário aguardar para que ele aparece por aqui. Obrigada!

Copyright © 2015 Just Books | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo