19 fevereiro 2014

Resenha: O Duque e Eu - Julia Quinn

O Duque e EuTítulo Original: The Duke and I
Autor: Julia Quinn
Editora: Arqueiro

Sinopse: Simon Basset, o irresistível duque de Hastings, acaba de retornar a Londres depois de seis anos viajando pelo mundo. Rico, bonito e solteiro, ele é um prato cheio para as mães da alta sociedade, que só pensam em arrumar um bom partido para suas filhas. Simon, porém, tem o firme propósito de nunca se casar. Assim, para se livrar das garras dessas mulheres, precisa de um plano infalível. É quando entra em cena Daphne Bridgerton, a irmã mais nova de seu melhor amigo. Apesar de espirituosa e dona de uma personalidade marcante, todos os homens que se interessam por ela são velhos demais, pouco inteligentes ou destituídos de qualquer tipo de charme. E os que têm potencial para ser bons maridos só a veem como uma boa amiga. A ideia de Simon é fingir que a corteja. Dessa forma, de uma tacada só, ele conseguirá afastar as jovens obcecadas por um marido e atrairá vários pretendentes para Daphne. Afinal, se um duque está interessado nela, a jovem deve ter mais atrativos do que aparenta. 

Resenha: Daphne Bridgerton deseja se casar e formar uma família tão calorosa quanto a sua própria. É a quarta filha da família e possui mais sete irmãos. Sua mãe tenta a todo custo lhe arranjar um marido, mas apesar de sua beleza e a personalidade forte não conseguiu atrair nenhum bom partido. 

Simon Basset é o duque de Hastings e está de volta a Londres depois de sua longa viagem pelo mundo. Tendo passado por dificuldades na infância por conta da crueldade do pai, Simon decidiu não se casar e de modo a não ter descendentes e assim se vingar do pai já morto.

Os dois acabam se encontrando em um baile em uma situação inusitada e depois da cumplicidade estabelecida Simon decide lhe propor um acordo: que ele finja cortejá-la de modo que outros pretendentes apareçam para ela e as belas moças e suas irritantes mães possam sair do seu alcance. 

Os personagens são completamente carismáticos. Adorei os irmãos de Daphne, Anthony com toda sua proteção - por vezes exagerada - à irmã e Colin com seu espírito aventureiro e bom senso foram os que mais me conquistaram. Violet, a mãe dos Bridgerton teve seu destaque mostrando todo seu amor e carinho pelos filhos. Simon é um amor de pessoa e apesar de ter me irritado em alguns momentos não foi difícil ignorar tal sentimento. Já Daphne me decepcionou em determinado momento com a falta de amor próprio, mas talvez eu tenha esperado demais que ela fosse como uma protagonista de Jane Austen.

A narrativa é feita em terceira pessoa e garante além de algumas risadas para descontração, uma trama sagaz e carregada de momentos apaixonantes e intensos. Uma coisa que achei super bacana no livro foi o fato da Julia Quinn ter inserido um jornal de fofoca que introduzia os novos capítulos com um leve spoiler para nos deixar curiosos. Um romance de época que não deixa nada desejar, evolvente e romântico na medida certa. Certamente recomendado. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Terminou de ler o post? Aproveita para deixar seu comentário, é rapidinho! Os comentários são moderados portanto é necessário aguardar para que ele aparece por aqui. Obrigada!

Copyright © 2015 Just Books | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo