07 maio 2014

Resenha: Vinte Garotos no Verão - Sarah Ockler

Vinte garotos no verão
Título Original: Twenty Boy Summer
Autor: Sarah Ockler
Editora: Novo Conceito

Sinopse: Quando alguém que você ama morre, as pessoas perguntam como você está, mas não querem saber de verdade. Elas buscam a afirmação de que você está bem, de que você aprecia a preocupação delas, de que a vida continua. Em segredo, elas se perguntam quando a obrigação de perguntar terminará (depois de três meses, por sinal. Escrito ou não escrito, é esse o tempo que as pessoas levam para esquecer algo que você jamais esquecerá). As pessoas não querem saber que você jamais comerá bolo de aniversário de novo porque não quer apagar o sabor mágico de cobertura nos lábios beijados por ele. Que você acorda todos os dias se perguntando por que você está viva e ele não. Que na primeira tarde de suas férias de verdade você se senta diante do mar, o rosto quente sob o sol, desejando que ele lhe dê um sinal de que está tudo bem.


Resenha: Matt e sua irmã Frankie são os dois melhores amigos de Anna. Os três são vizinhos e eram praticamente inseparáveis. No seu aniversário Anna, ao soprar as velas, deseja que Matt a beije e para sua surpresa é exatamente o que acontece. Depois de declarem estar apaixonados um pelo outro eles começam um romance escondido procurando a melhor maneira de contar para Frankie. Porém, antes que isso aconteça um acidente acontece e Matt não sobrevive. Anna decide então, honrando a promessa feita a Matt, não revelar a ninguém o que se passava entre os dias antes de sua morte.

Um ano depois a família Perino convida Anna para uma viagem a Califórnia e Frankie propõe um desafio: que elas conheçam pelo menos 20 garotos durante o verão e apesar de relutar no início Anna acaba aceitando a proposta. Nessa viagem as duas irão passar por altos e baixos ao tentarem se animar e superar a morte de Matt.

Esperei dois anos pela tradução desse livro. Lembro que li algumas resenhas e muitos comentários positivos e só podia lamentar não poder ler em inglês. Agora que finalmente pude conferir essa história sinto que minhas expectativas foram altas demais e a decepção foi inevitável. Não que o livro seja ruim, veja bem, ele tem lá seus pontos positivos e negativos.

Primeiramente a narrativa da Sarah Ockler é envolvente e super gostosa de acompanhar. O livro é narrado em primeira pessoa e gostei de ter essa aproximação maior com a Anna, personagem de quem gostei bastante. Ao contrário de Frankie que só conseguia me irritar com suas atitudes.

Vinte Garotos no Verão é um livro que trata sobre morte, superar e vencer a dor de perder alguém querido e foi exatamente nesse ponto que o livro me decepcionou. Esperava que a autora trabalhasse bem esse aspecto emocional da história mas senti que o foco acabou se desviando e centrando nas duas meninas aproveitando a praia e conhecendo garotos. A autora aborda sim a parte emocional e consegue trazer uma boa dose de reflexão mas eu esperava mais.

No entanto, como trata-se de um livro juvenil, a autora aborda de maneira eficaz os dramas da adolescência introduzindo uma boa dose de diversão e leveza na história que certamente agradará quem gosta do gênero.

7 comentários:

  1. Nossa, não tinha visto por esse lado. Já vi várias resenhas positivas sobre o livro, mas nunca pensei dessa maneira. Realmente, após uma perda, normalmente o livro trata como a pessoa lidou com tudo isso, e não colocou para ''aproveitar'' a vida. Mas ainda não perdi a vontade de ler, não sei, apenas quero ver com os meus olhos o que acho.

    beijos

    ResponderExcluir
  2. Tivemos praticamente a mesma opinião sobre esse livro! Fico até feliz que não sou a única que não ama a história. Eu não consegui gostar de nenhuma das personagens, infelizmente... Nem a Anna conseguiu se salvar. Eu esperava que a autora fosse lidar de uma forma diferente com a temática da morte, ficou um pouco raso e eu realmente queria gostar e queria me importar com o que estava acontecendo, mas não deu. A narrativa da autora é envolvente, eu li o livro super rápido e é um livro bom, eu só senti que podia ter sido muito mais.

    ResponderExcluir
  3. Oi Natália, não sei se o livro suportaria mais carga emocional do que a mostrada. Eu gostei.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  4. oie Nat
    quando vi resenhas do livro na blogosfera, corri pra ler em inglês muito. Acabei que capenguei, enrolei, e terminei lendo em espanhol shauhsuhausha
    Já faz um bom tempo que li, mas lembro de ter chorado e gostado muito da história.
    Vou, obviamente, reler em português, pra tirar minhas conclusões, porque demorei quase um século lendo da primeira vez rs
    bjos
    www.mybooklit.com

    ResponderExcluir
  5. Antes de mais nada, eu preciso dizer, que a capa desse livro é linda demais e que de cara, já ganhou o meu coração. Eu sei como é difícil perder alguém que amamos e o quanto é difícil passar pelo período do luto, por esse motivo, eu gostei muito desse enrede, é um tema diferente que despertou o meu interesse. Provavelmente, eu gostaria de ler se tivesse a oportunidade sim. Amei o post amiga. E estou amando suas visitas mais constantes no meu blog. ♥
    Mil Beijos!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Parabéns pela resenha Naty! Estou ansiosa para ler Vinte Garotos no Verão e espero não me decepcionar. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  7. A sinopse desse livro me cativou, achei-a bem realista. No entanto, me desanimei quando disse que as questões emocionais poderiam ser um pouco mais abordadas. Até porque a sinopse do livro remete a isso. É um livro que leria, mas não colocaria muitas expectativas também.

    ResponderExcluir

Terminou de ler o post? Aproveita para deixar seu comentário, é rapidinho! Os comentários são moderados portanto é necessário aguardar para que ele aparece por aqui. Obrigada!

Copyright © 2015 Just Books | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo