07 junho 2014

Resenha: @mor - Daniel Glattauer

@morTítulo Original: Gut Gegen Nordwind
Autor: Daniel Glattauer
Editora: Suma de Letras

Sinopse: Num e-mail enviado por engano, começa um relacionamento virtual que testa as convicções de Leo Leike e Emmi Rothner. Leo Leike, ainda digerindo o fracasso de seu último relacionamento, responde de forma espirituosa a duas mensagens enviadas por engano por Emmi Rothner, casada. Inicialmente, ela só queria cancelar uma assinatura de revista. Depois, inclui Leo por engano entre os destinatários de um e-mail de boas festas. Na terceira troca de e-mails, o mal-entendido dá lugar à atração mútua, reforçada pelo fato de um nunca ter visto o outro. Nada como a curiosidade instigada por frases bem encadeadas chegando a intervalos regulares numa caixa postal eletrônica para que os dois se esqueçam dos possíveis impedimentos. A cada dia, Leo e Emmi se sentem mais impelidos a marcarem um encontro. Após trocas contínuas de mensagens, está claro para ambos que o marido dela e as feridas emocionais dele não serão obstáculos para que marquem um encontro. O único obstáculo real é a insegurança de ambos quanto à transformação da fantasia em realidade. O austríaco Daniel Glattauer dá nova vida à tradição epistolar em @mor, primeiro de dois romances que exploram um relacionamento sustentado basicamente em trocas de e-mails. Romance de estreia de Glattauer e campeão de vendas na Alemanha e na Espanha, o livro explora, sob roupagem moderna, sentimentos familiares a amantes de todas as gerações. 

Resenha: Sempre vi comentários positivos sobre esse livro e vontade de ler era o que não faltava. Quando enfim adquiri o livro acabei deixando o encostado na estante por um bom tempo até selecioná-lo para a maratona literária. E como fiz bem!

@mor narra a história de Emmi que ao tentar cancelar a assinatura de uma revista acaba enviando o e-mail por engano para Leo. Após desfazerem o mal entendido eles começam a trocar mensagens um com o outro, no início tudo não passa de divertimento mas aos poucos eles começam a se conhecerem melhor.

Se alguém não é uma qualquer, esse alguém é você. E não o é de forma alguma pra mim. Para mim, você é como uma segunda voz dentro de mim, que me acompanha durante o dia a dia. Você fez do meu monólogo interior um diálogo. Você enriquece minha vida interior.
 
Emmi é casada e se diz muito feliz no casamento. Já Leo acabou de sair de um desastroso relacionamento e se curar das feridas. Os dois acabam encontrando nas mensagens trocadas um modo de viver fora da realidade. O relacionamento virtual acaba gerando a vontade de que um encontro real aconteça.

O livro é todo escrito em formato de e-mails o que torna a leitura fácil e rápida. Não sei se isso só acontece comigo mas enquanto lia eu acabava, deliberadamente, pulando as datas e horários escritos sob os emails o que acabou tornando a leitura um pouco confusa em alguns momentos. No entanto, medida que me forcei a lê-los pude acompanhar melhor a história.

O tempo todo a gente adequa nossos sentimentos às circunstâncias, poupa aqueles a quem amamos, interpreta as centenas de pequenos papéis do dia a dia, pesa as coisas na balança, a fim de não pôr em risco a estrutura geral, afinal a gente também faz parte dela. Com você, querido Leo, eu não tenho vergonha de ser espontânea do jeito que sou bem lá no fundo.
 
Aos poucos vamos conhecendo um pouco mais sobre os dois protagonistas. Como tudo o que temos são os e-mails escritos por ambos só sabemos aquilo que cada um revela. É interessante que ao mesmo tempo em que Emmi e Leo vão se conhecendo o leitor vai se envolvendo na história tentando a todo momento imaginar o que se passa na vida desses dois, o que eles não estão contando no e-mail e o quanto a ligação do dois evolui.

O final é, por falta de palavra melhor, frustrante. É difícil acreditar que o autor realmente finalizou o livro daquela forma, deixando a história em suspenso com um continua para aumentar a ansiedade. Espero ter a oportunidade de ler a sequência o quanto antes.

Eu gostaria tanto de beijar você. Tanto faz como você é. Eu me apaixonei por suas palavras. Você pode escrever o que quiser. Você pode escrever sossegada com rigor. Eu amo tudo.  

19 comentários:

  1. Parece um livro pouco movimentado, porém, com um bom enredo! Parabéns pela resenha haha
    Bjbj

    ResponderExcluir
  2. Oi, Natália!
    Já vi muitas resenhas sobre esse livro; algumas boas, outras ruins, e ainda não sei o que pensar sobre ele, nem mesmo se irei lê-lo algum dia. No geral, tem uma premissa interessante, mas ainda não me cativou por completo. Todavia, parece ser um bom romance, apesar do paralelo virtual entre os personagens, e devo admitir que o detalhe da narração em e-mails me atrai um pouco, mas ainda é cedo para falar qualquer coisa. Mas, para todos os efeitos, ótima resenha a sua!

    Beijos,
    Sâmella Raissa
    ♥ SammySacional.blogspot.com.br ♥

    ResponderExcluir
  3. Ooi, Naty =).
    Eu amo esse livro, o final é angustiante.
    Sorte que quando eu li já tinha a continuação em mãos, então foi terminar um e começar o outro. Essa capa d nova edição é linda de morrer e até hoje eu espero mais livros desse autor <3.

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. eu sempre pensei se leria ou não esse livro. atualmente não é um livro que encha meus olhos, mas quem sabe um dia.

    Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  5. Naty, que resenha mais linda! Li @amor há um tempinho e, assim como você, me apaixonei. Impossível não se envolver nesse romance maravilhoso! Emm & Leo, o segundo volume, não me deixou tão apaixonada como esse, mas vale muito a leitura! Leia o quanto antes. ♥

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Sempre tive um pouco de curiosidade para ler este livro, mas por ler muitos comentários negativos sobre ele, acabei me desanimando... Esperto ter essa vontade novamente!
    Abraços Raphael
    http://leiturascomosnsd.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oie, td bom?

    Eu sou super atraída por essa história, mas já ouvi falar da frustração no final hehe
    Li poucos (ou um... que eu lembre) livros com a utilização de e-mails e redes sociais de uma maneira mais presente na narrativa, acho super legal porque a gente passa mto tempo nessas mídias, querendo ou não. Se bem utilizado, dá ótimos livros hehe

    Beijos!
    Arrastando as Alpargatas

    ResponderExcluir
  8. Sou apaixonada por esses livros com trocas de email/mensagens. Acho tão fofos!
    Quero muito lê-lo, pois só li um desse jeito até hoje.
    Um beijo..

    Livrologias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Oi Naty
    Tenho muita curiosidade em conhecer este livro já li bastante elogios e a sua resenha me deu mais vontade de ler espero conhecer esta história em breve.
    bjs

    ResponderExcluir
  10. Oi Natália :) Confesso que depois de ler a resenha, fiquei meio confusa sobre o livro.
    Ao mesmo tempo que gostei da história, eu também não gostei... Enfim, complicado.. hehe
    Eu já tinha ouvido falar algo do livro, e até mesmo a capa me deixava com um pouco de vontade de lê-lo. Mas eu não sabia do fato da mulher ser casada. E isso meio que me 'tirou' a vontade de ler ele. Estou mais acostumada a ler aqueles livros em que os dois tiveram decepções amorosas ou os dois eram solteiros e se 'encontraram' um no outro. Mas o fato dela ser casada e mesmo assim marcar o tal encontro, me deixou sem vontade de ler, porque entendi um pouco como traição.. (talvez não tenha nada a ver..) Mas, se eu ainda for ler esse livro, ele não será um dos próximos da lista. :/ Beijoos

    ResponderExcluir
  11. Oi, Natália
    Parece ser um livro bem interessante, todo baseado em trocas de e-mail. Fiquei curiosa para saber se os dois se encontram na vida real. Gostaria de ler.

    ResponderExcluir
  12. Oi xará!
    Esse livro dá muita raiva mesmo, mas gosto dele assim todo em e-mails, achei bem dinâmico, o que me fez lê-lo duas vezes já. A continuação é boa, mas sinceramente prefiro o primeiro.
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Eu já havia visto esse livro porém com a outra capa, por isso ao ler a resenha a história não me pareceu estranha hahaha Não fiquei com muita vontade ler pois já li livros em formato de email e não gostei muito, mas sempre devemos dar uma segunda chance não é mesmo? :) Beijos

    ResponderExcluir
  14. Eu não gosto muito de livros que só tem troca de e-mail. Vira uma leitura rápida sim, mas eu fico querendo mais sabe? Vou colocar na lista, mas bem lá no finalzinho... rs Beijos

    ResponderExcluir
  15. Fico imaginando e isso pode realmente acontecer na vida real, apesar de não ser uma coisa normal e nada provável.
    "Você fez do meu monólogo interior um diálogo. Você enriquece minha vida interior." Sei bem como é achar isso..
    Sua resenha me deu vontade de ler o livro, adorei.

    owmandab@hotmail.com

    ResponderExcluir
  16. Oi Naty!
    Não gosto muito de livros com formatos tipo e-mail, diário, etc... E como vc falou, as vezes nos esquecemos de dar a devida atenção a datas o que torna a leitura por vezes um pouco confusa.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  17. Li esse livro ano passado e foi um dos piores que li..além de sr chato e maçante é cheio de mimimi...realmente ele não deu pra mim!!

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/
    https://www.facebook.com/livroaoavesso

    ResponderExcluir
  18. Nati, me parece um livro bem calmo, suave de ser ler; e também sem expectativas, apenas pessoas que se conhecem através de enganos e se tornam amigos. Está certo o que entendi???

    Bjsss

    ResponderExcluir

Terminou de ler o post? Aproveita para deixar seu comentário, é rapidinho! Os comentários são moderados portanto é necessário aguardar para que ele aparece por aqui. Obrigada!

Copyright © 2015 Just Books | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo